Food bikes, uma alternativa aos food trucks

Food bikes

Um food truck está fora do seu orçamento? Não quer contribuir para a poluição das cidades com mais um motor circulando pela cidade? Quer abrir um negócio de comida de rua mesmo assim? 

As food bikes são uma alternativa mais enxuta e ecológica aos food trucks. Conheça esse modelo de negócio e veja se é para você.

Food bikes, uma alternativa aos food trucks

Se os food trucks já funcionam com uma operação enxuta com um pequeno espaço para cozinha, as food bikes tem um desafio ainda maior. O espaço é ainda mais reduzido e a equipe fica reduzida a uma pessoa.

Claro que isso não foi empecilho para alguns empreendedores que já fazem sucesso. Esse é o caso da Feverish que vende picolés e sorvetes pelas ruas de Miami. O Feverish aposta em um conceito eco-friendly que inclui não só as food bikes, mas também produtos vegansA dona do negócio, Felecia Hartcher, conta que as food bikes tem algumas vantagens:

  • Chegar em lugares que os food trucks nem sempre alcançam por falta de espaço. 
  • Algumas feiras não tem espaço suficiente para food trucks, mas conseguem acomodar uma food bike mais facilmente. 
  • Se o evento que você está estacionado não tem muito movimento e parece uma perda de tempo. Nesse caso, fica difícil tirar seu food truck dali pois o tráfego de pedestre impede a movimentação. Isso não é problema para a food bike.

É claro que o tamanho diminuto do veículo oferece alguns desafios, mas mesmo assim Felecia acredita que mais food bikes irão surgir, uma vez que mais pessoas estão tentando contribuir para a preservação do meio ambiente.

Em outra grande cidade americana, Nova Iorque, Kickstand Brooklyn não apenas serve café na hora para os nova-iorquinos, mas também moem o café na sua frente antes de servir. A cafeteria ambulante oferece cafés pedalando pela cidade e parando em alguns pontos, mas também entrega na casa ou trabalho de pessoas que os conhecem. Neal Olson, dono da Kickstand Brooklyn, diz que unir café e bicicletas já faz parte dos hábitos de pessoas em Nova Iorque. Para ele, juntar o útil ao agradável pareceu intuitivo.

Food bikes no Brasil

Food bikes

Alguns empreendedores acham que a food bike não é rentável como um modelo de negócio por causa de suas limitações. Porém, dizem que ela poderia ser muito útil para complementar um restaurante (ou uma lanchonete). Essa seria uma forma de levar um pedacinho do seu negócio para mais perto do cliente.

Aqui no Brasil, uma padaria sobre rodas tem feito sucesso pelas ruas paulistanas. A padaria Na Bicicleta do chef boulanger Marcos Carnero surgiu depois que ele perdeu a sua padaria por culpa de uma crise financeira.

Marcos não se deixou abater e trouxe um método de venda das antigas. Hoje ele entrega pães para clientes que fazem encomendas e também para feiras e eventos nos quais é convidado.

Seus pães são orgânicos e sofisticados. Alguns pães que ele oferece são: tabaietere com mix de azeitonas, pão de centeio limão com pimenta, pão de figo seco, fougasse de damasco com bacon. Tudo além das clássicas ciabatas, sanduíches e cupcakes.

Diferente dos que pensam que as limitações da bicicleta são um problema, Marcos acredita que pelo veículo estar “em uma escala humana” é sustentável e humaniza o comércio de alimentos.

Por isso, se você está pensando abrir o seu próprio negócio, as food bikes podem ser uma ótima opção para quem não pode investir muito dinheiro.